14
Nov 10

ImageHost.org

 A Super Especial Trial 4x4 OFM terminou no fim-de-semana de 13 e 14 de Novembro com 6 horas de resistência divididas em duas etapas, uma nocturna na noite de sábado e outra diurna na tarde de domingo. Uma autêntica tempestade assolou o espaço Feira Aventura durante a etapa nocturna, facto que contribuiu para o reduzido número de equipas e público presentes e dificultado ainda mais um recinto já de si exigente. Igual a si próprio, Paulo Candeias manteve a liderança no temporal, somando um total de 15 voltas, mais 6 que as equipas Paljet/Padaria Flor de Ermesinde; Inersel e Team Serrão, todas com 9 voltas. O Team Indigo 4x4 ocupou a quinta posição com 8 voltas e a LM4 de Luis Santos e Pedro Almeida fecharam a grelha nocturna ao concluir apenas uma volta. Na classe série, a Reviclap pt2 aos comandos de Mickael Diniz liderou perfazendo 4 voltas, seguida das equipas Terror Mato 4x4 e Team Rofer, ambas com um total de 3. A tarde de domingo mostrou-se menos tempestuosa permitindo que um maior número de curiosos acorressem a Santa Maria da Feira para assistir à derradeira jornada. Um segundo dia de resistência depois da tempestade foram factores suficientes para a criação de um terreno martirizado e lamacento aumentado a dificuldade dos obstáculos. Com a liderança isolada, a StandCandeias.com limitou-se a gerir a prova, tendo tempo inclusive para parar e contemplar o desempenho de outros participantes ou para simplesmente avaliar a classificação. Uma vitória, de resto, inquestionável dada a vitória da equipa em “todas as frentes”. A Reviclap pt2 foi a vencedora do dia na Classe Série, terminando com um total de 4 voltas, mais 3 que o Team Rofer que, depois de substituir o guincho frontal avariado na prova nocturna, viu rebentar um tubo de água do Defender, facto que obrigou a uma demorada paragem para reparação. Apesar de uma terceira prova menos conseguida, foi a Team Rofer a vencedora absoluta da Classe Série, adquirindo o direito de disputar a finalíssima contra o vencedor da Classe Promoção. A finalíssima comportou um circuito de velocidade no qual Paulo Candeias foi, tal como se esperava, o mais rápido em ambas as mangas; consagrando-se assim o grande vencedor. A competição regressa a 20 de Março com a primeira prova da Super Especial de Trial 4x4 OFM Edição 2011, novamente a cargo do Clube Soluções TT.

ImageHost.org ImageHost.org ImageHost.org ImageHost.org ImageHost.org  ImageHost.org ImageHost.org


05
Out 10

Photobucket

 

A estreante competição continuou no dia em que se comemorava a Implantação da República portuguesa e, à semelhança daquilo que aconteceu na primeira prova, a organização manteve-se no campo das inovações no Trial 4x4. A prova disputou-se num circuito em 8, calcorreado num duelo a duas equipas de cada vez, com duas passagens em ambos os sentidos, que deram azo à sua velocidade equilibrada com algum controlo para concluir o trajecto no menor tempo possível.
A primeira manga reservou alguns incidentes ao nível da zona de cruzamentos de eixos, com o Wrangler da equipa Restaurante Pizzaria Refúgio a virar ficando apoiado na lateral esquerda e obrigando o pendura Paulo Lourenço a um esforço suplementar para colocar o
“gigante” novamente em prova. Também a Repsol Amiauto TT sofreu com os desníveis da mesma zona, dado o capotanço da Toyota Hilux que levou a que a dupla da Lourinhã não conseguisse concluir a manga nos quinze minutos limite. Segundos depois, foi a vez da Paljet virar o Nissan Patrol GR, que, apesar disso, foi rapidamente recolocado em prova.
No final da primeira manga, StandCandeias.com liderava a Classe Promoção com o melhor tempo; seguido do Toyota BJ40 da RSTT de Nuno e Bruno Filipe com mais 1m15s e, logo atrás, com mais 1m22s, a Nissan King Cab do Team Indigo 4x4 (António Santos/Manuel Monteiro). A dupla Raul Moreira/António Faria (Land Rover Defender) posicionava-se na frente da Categoria Série com apenas 9 segundos de vantagem sobre o Toyota Land Cruiser do Terror Mato 4x4 (Fernando Ferraz/David Melo).
A segunda manga mostrou-se mais acessível dada a primeira passagem das potentes viaturas em competição. Mantendo o ritmo, Paulo Candeias voltou a bater o melhor tempo, registando 5m33s, menos 42s em relação à primeira volta e garantido a vitória absoluta. Na segunda posição ficou a Team Ladricolor/Restaurante O Engaço com mais 58s em relação ao tempo da equipa vencedora, resultado da excelente prestação da equipa a comando de Rui Querido e apoiada por Hélder Rocha, que não desperdiçaram qualquer oportunidade de contribuir para o espectáculo dando provas da excelente capacidade do Toyota VX 3.0. Um resultado que, de resto, permitiu à equipa ascender à quarta posição absoluta.
O terceiro melhor tempo da segunda manga foi registado pela Inersel, facto que permitiu à equipa Marco Oliveira e Luís Pereira ascender ao segundo lugar absoluto, levando a RSTT a descer ao terceiro. A quinta posição coube à Team Indigo 4x4, ao comando de António Santos, que terminou com um total de 16m38s, menos 1m38s que a Paljet/Padaria Flor de Ermesinde que, apesar do percalço na primeira manga, recuperou terreno na segunda ascendendo ao sexto lugar. O Wranlger da Cif-Imóveis levou a equipa de J.A. Familiar e Pedro Leitão ao sétimo lugar, seguida da Trofaclima, a bordo de um Land Rover Defender.
Domingos Parente apresentou-se desta feita nas funções de pendura, abdicando do seu habitual lugar atrás do volante e apoiando Pedro Almeida, constituindo a equipa Team Biclas/Auto Nickas. A bordo de um Nissan Patrol GR, não conseguiram, porém, terminar a primeira manga dentro do tempo limite dada a necessidade em trocar um pneu que havia descolado da jante. A equipa ocupou, por isso, a nona posição, à frente da Repsol Amiauto TT e Team Serrão, empatadas no último lugar da tabela dado que não concluíram nenhuma das rondas nos tempos limite. A dupla Vasco Andrade Nuno Graça depois de capotar na primeira manga, terminou prova com um pneu furado enquanto que a equipa Alexandre Lemos e Miguel Santos ficaram sem tracção à frente na Toyota Hilux logo na primeira manga e terminaram a prova sem a ponteira de direcção.
Na Categoria de Série as posições mantiveram-se dado que nenhuma das equipas da classe conseguiu terminar a manga em menos de 15 minutos. O “JeepMog” ou “UniWrangler” de Ricardo e Paulo Lourenço ocupou inevitavelmente o primeiro lugar da categoria protótipo, pelo que a vitória não teve margem para discussão.

 

 

25
Mar 10

A ronda inaugural do Troféu Ibérico de Trial 4x4, edição 2010, abriu em Santa Maria da Feira no passado dia 21 de Março.

Uma nova pista com muita lama e obstáculos de grande nível, numa grande tarde de domingo e com muito sol proporcionaram ao público um espectáculo para recordar. As chuvas dos dias anteriores criaram ainda mais dificuldades numa pista que ficou com muitas zonas de lama, aliadas às pedras, subidas acentuadas e cruzamentos de eixos.

A equipa Stand Candeias, que se apresentou com o recentemente adquirido Jeep Wrangler TJ partiu cedo para o pódio com um início de prova agressivo mas eficaz. Também cedo teve de se retirar da luta pelo primeiro lugar devido a problemas mecânicos. Igualmente a Equipa EcoFriendly Biclas perdeu largos minutos na pista na tentativa de colocar o jipe em prova.

Para o primeiro lugar foi então a equipa Repsol Amiauto, que desta feita soube tirar o melhor partido da sua máquina; mas uma avaria na caixa de velocidades impediu a continuação nesta posição. O Stand Emanuel Costa passou então a liderar e não deixou mais escapar a primeira posição do pódio.

Em segundo lugar ficou a equipa Inersel, que soube gerir bem a prova e manter sempre o ritmo acelerado. Na terceira posição ficou a surpreendente Indigo 4x4, que se mostrou pronta para dar cartas neste tipo de provas.

 

Foi um excelente começo para o Troféu Ibérico, com uma pista ao mais alto nível e proporcionando um excelente espectáculo a todos os milhares de presentes.


27
Out 08

Depois da jornada inaugural em Lousada, a segunda ronda da competição de trial 4x4 disputou-se no dia 28 de Setembro em Santa Maria da Feira. O vencedor desta feita foi o Stand Emanuel Costa enquanto que a equipa vencedora da primeira ronda, Inersel, se ficou pelo quinto lugar. Os 2º e 3º classificado foram Horto da Boavista e Ladricolor. Apesar do contratempo que obrigou a uma mudança na rota (o dono de um espaço no qual passava a prova decidiu que não queria que os jipes continuassem a passar por ali...), gostei da prova, dos obstáculos que apesar de poucos eram muito bons e obrigavam a um domínio razoável da condução offroad, tanto é que foram poucos os guinchos que resistiram até ao fim... Penso que a deslocação a Sta Maria da Feira valeu a pena; aqui ficam as imagens :)


Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog